Oxalá Cresçam Pitangas

Segunda-feira, 23 Outubro 2006 (18:04)

Brother Ruca,

o documentário co-realizado pelo Ondjaki [que passou sábado no Doc e que tanta pena tiveste de não ver] foi um misto de maravilha e loucura: a recepção foi apoteótica, a sala há muito esgotada, tanta genta lá fora a querer entrar como cá dentro sentada, reclamações mas sem gritos nem choros, e o começo com meia hora de atraso. Na assistência, celebridades e a ululante falange de apoiantes que segue o Ondjaki para todo o lado, mais os fãs e os que vão a todos [os docs do Doc]. 

A directora (!) do Doc em pessoa apresentou o filme, pediu desculpas, prometeu reposição, e chamou os dois autores antes do início da projecção. O Kiluanje muito tímido e um pouco engasgado – mas o mais autor do filme no meu entender – agradecendo a toda a equipa, o Ondjaki ele próprio, eloquente, à vontade perante uma plateia imensa, espontâneo, poeta, agradeceu aos produtores e a quem faltava, e ainda chamou a [“ajudante”] Inês Gonçalves ao “palco”. Um pôs toda a gente a sorrir, o outro pôs toda a gente a rir e a bater palmas.

O filme: lindíssimo. Timing da montagem perfeito. Músicas maravilhosas, ai as músicas :), tu bem sabes. E um humor refinado. Embora me tenha parecido que as pessoas riram de mais. Condescendência, talvez? Histeria, por certo. Mas as imagens… ligam-se como magia às histórias que tens contado. Dos candongueiros, dos mercados, das festas, da fluente desordem. Das palermices e da ingenuidade. Da dança no sangue desde o berço. O título, fiquei a saber, vem de um verso de António Domingos Gonçalves.

Palmas sem fim, no início e no fim do filme, pré-anunciaram, no meu entender, um vencedor para uma das duas categorias a que o filme concorreu: «Primeira Obra» e «Investigações». Terias gostado, mas não seria para ti a novidade que foi para mim, pois neste momento deves estar mais ou menos no cerne do filme. Venham pois de lá essas crónicas, para compôr o cenário!

Anúncios

8 Respostas to “Oxalá Cresçam Pitangas”

  1. […] Malta, segundo o Ondjaki, parece que vai haver outro visionamento alfacinha do Oxalá Cresçam Pitangas, assim que eu souber aviso. Entretanto, diz que foi criado um site sobre o filme, mas não sei se já está a funcionar a 100%: […]

  2. don_vavas said

    por favor digam quando será repetido esse filme, estou desesperado!!!

  3. Oi! Procurando informações sobre o filme, achei o teu blog. Sou estudante de Literaturas Africanas e gosto do escritor Ondjaki. Verei o filme no próximo sábado, no Festival do Rio de Cinema. abraço.

  4. PROJECÇÃO DE FILME

    ‘Oxalá Cresçam Pitangas’, de Kiluange Liberdade e Ondjaki, Angola-Portugal, 62′

    DEBATE

    com KILUANGE LIBERDADE e SÓNIA FERREIRA

    dia 3 de Junho às 15 horas

    AUDITÓRIO II – TORRE B – 3º PISO

    Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – UNL

  5. nuno said

    o filme ira passar hoje na rtp2 ás 23.35h em portugal

  6. Doralice said

    Gostaria de saber onde encontro o poema que gerou o nome do filme, de preferência na internet.

  7. Elisangela said

    Por favor, se alguém tiver esse documentário ou se souber como posso conseguir, avise-me no e-mail: elisangelanogueira2000@yahoo.com.br.
    Obrigada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: