Blogger Convidado #1(ii): Basmati Diaz

Quinta-feira, 14 Dezembro 2006 (18:53)

Negociámos, pagámos bem e saiu-nos caro mas valeu a pena: conseguimos comprar o relato de uma «Intervenção Veterinária Caseira» realizada pelo Banhadas no gato mais rouquinegro do(s) Nenuco(s). A ser preciso banda-sonora para digerir com bolhinhas, liguem-se aqui ou aqui, os beats dão uma ajuda à cadência do texto e dramatizam a situação. Assim, sem mais delongas que não um curto intervalo iconográfico, ei-la: a própria da mão polivalente que salvou o felino escreveu, dias após o choque, o relato que se segue [parêntesis rectos poucos mas nossos]:

pre_ivan

«Gosto de animais em geral, cães em particular e do Ivan, que é um gato. Preto. Conheço-o desde que bufava para todos os humanos que não fossem a Five Stars ou o Nenuco, lá para os lados do Feijó. Agora está mais sociável. Deixou de ser um gato suburbano e transferiu-se para a Professor Arriaga. É dos ares. Passou a ser um companheirão de vitórias e derrotas lampionas, mas daí talvez seja apenas o frango assado do Pingo Doce em cima da mesa. Às vezes até há direito a uma marradinha nas pernas, que eu entendo como um “é favor passar-me aqui a mão no pêlo, ó xô Mariachi”. Certo dia, a Fífias [=Five Stars] diz-me: “O Ivan deve estar doente. Anda para aí escondido e vomitou-me aqui e ali”. Foi buscá-lo e continuou [com uma mão na anca]: “Cheira mal, o gajo. O que se passa”? Nisto o tareco salta e vai-se esconder na casa de banho, pois então, que é o lugar mais próprio para o que havia de vir! Fífias persegue-o e grita-me: “Ó dIAZ, o que é isto? Ajuda-me”. Fui. Sou lá de recusar uma oportunidade de ver destas coisas. Do orifício anal do Ivan pendia:

«Hipótese 1 – Fita de cassete.

«Hipótese 2 – Membrana não digerida de chouriço, paio, mortadela ou salpicão cortado às rodelas (muito longo, porém, pelo que esta hipótese foi prontamente posta de parte), safou-se o Nenuco de levar com uma frigideira na tola, por não respeitar a contenção colesterólica.

«Hipótese 3 – O cordão plástico que aperta os sacos do lixo.

«O intrépido Mariachi pede à proprietária do animal para segurá-lo firmemente, enquanto retira um pouco de papel higiénico para puxar o fétido material das entranhas do paciente, que mostrava o seu desagrado com grunhidos. Menos mal. Com as unhas seria pior. Um breve puxão serviu para ver que aquilo apenas exteriorizava um terço da sua verdadeira extensão.  Uma tenia ascaris teria vergonha. A ter que ser expelido de forma natural, seriam necessárias muitas latas de Friskies Gourmet Mousse de Merluza e Wiskas Terrina de Pollo Casero até que aquela espécie de apêndice pudesse descansar em paz num qualquer tapete da casa. Eu achei que a sanita seria o local mais próprio. Esqueçemo-nos apenas de analisar cuidadosamente, qual CSI Ranholas, qual a verdadeira origem daquilo.

«No outro dia fui lá a casa empurrar o concerto dos Lambshop com uma bohemia. O Ivan vem a correr ter comigo. Arranhadela? Caninos em riste? Medo. Afinal, sai-se com mais uma suave marradinha. Pareceu-me ouvi-lo dizer aos outros três: “Olha, olha, é o gajo que me costuma tirar cenas do cu”.»

Anúncios

6 Respostas to “Blogger Convidado #1(ii): Basmati Diaz”

  1. nenuco said

    Ficar-lhe-ei – e o Ivan ainda mais – eternamente grato, Dr Diaz. Até porque o “proprietário” do felino dificilmente teria conseguido realizar semelhante intervenção. Além disso, ditaram as insondáveis meadas do destino que ele não estivesse presente no bloco operatório da Presidente Arriaga para aliviar o sistema digestivo da pobre criatura. De tão bem que cumpriu a função, penso que, de agora em diante, o seu mister será convocado sempre que um dos quatro felinos desta habitação necessitem de cuidados veterinários atempados.

  2. palmeira said

    A pergunta que fica após a leitura é exactamente essa: onde estava Nenuco?

  3. Bambi said

    o nenuco estava numa sessão de dança psicoterapêutica ou no samba Yoga ou num congresso acerca da experiência quase-morte do Souzé ou num debate acerca de gafanhotos que violam latas de ervilhas hermeticamente fechadas (este último organizado pelo próprio nenuco).

  4. Estava a comprar um pargo Mu Lato no Sweet Drop para fazer no forno à Fífias, pá! O homem é um marido dedicado. Mas um dono menos…

  5. nenuco said

    Teria comprado um pargo se o excesso de Alianças Velhas e vinho carrascão não tivesse feito das suas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: