O crime do padre Amaro

Terça-feira, 9 Janeiro 2007 (12:50)

7e1.jpg

Depois de cair em pecado e tentação, tortuosos dilemas morais mergulharam o padre Amaro numa profunda crise existencial e num subsequente e infame acto homicida. Mas esta história poderia ter conhecido um final feliz caso a interrupção voluntária de gravidez já tivesse sido despenalizada à data do romance entre o pároco e Amélia. Teria sido mais ou menos assim…

I

AMÉLIA – Ai, Sr Prior, preciso muito de falar consigo?
Pe AMARO – Agora não, Amélia. Não vês que a igreja está cheia de gente?
AMÉLIA – Mas preciso mesmo muito…
Pe AMARO – Isso é que é ter saudades minhas! Olha, no fim da missa espera que a igreja fique vazia e vai ter comigo à sacristia. Comprei-te uma lingerie nova na Internet. Tem um fio dental cor-de-rosa que é mesmo a tua cara. Vai ficar-te a matar!
AMÉLIA – Sr Prior, o que tenho para lhe dizer é mesmo sério.
Pe AMARO – Então e achas que depois de ter gasto 70 euros na lingerie também não estou a falar a sério?

II

Pe AMARO – Ai, Amélia, tu ainda vais ser o nosso fim. Anda cá experimentar o fio dental nesse rabinho de anjo. Vi um filme em que a Paris Hilton estava com um igualzinho.
AMÉLIA – Padre, espere. Temos mesmo de conversar…
Pe AMARO – Amélia, não sejas chata. Tira mas é essas albardas de saloia e enfia lá o fio dental…
AMÉLIA – Não…não…padre. Por favor, é importante…
Pe AMARO – Não te venhas fazer de esquisita agora, minha putéfia. Enfia lá esta merda e cala-te de uma vez.
AMÉLIA – Rogo-lhe, padre…temos de falar…

III

Amélia é violada pelo Padre Amaro

IV

Pe AMARO – Então, custou assim tanto?
AMÉLIA – (as lágrimas correm-lhe pelo rosto) Eu só queria dizer-lhe que estou grávida…
Pe AMARO – Ó que grande merda! Foda-se! Podias ter dito antes, não era? Se soubesse tinha-te ido só ao cu…
AMÉLIA – E agora?
Pe AMARO – Agora? Agora vais ter de fazer um aborto.
AMÉLIA – Mas isso é pecado!
Pe AMARO – É, é…É pecado mas é o caralho…Vais abortar essa sanguessuga que tens para aí a comer-te as entranhas e depois rezas três Avé Marias que ficas logo livre de pecados.
AMÉLIA – Eu gostava que o Sr Prior fosse comigo à consulta do Serviço Nacional de Saúde…
Pe AMARO – Estás maluca? Mas queres acabar com a minha carreira ou quê? Vai, põe-te mas é andar daqui para fora e não voltes cá sem essa coisa estar enfiada no caixote de lixo. Toma lá dinheiro para o táxi.

Anúncios

4 Respostas to “O crime do padre Amaro”

  1. Espalha Brasas said

    Eichhhhh! Este padre é um cabrão! Nem dinheiro para pagar a taxa moderadora da consulta… Estes padres de agora!

  2. nenuco said

    5 euros! Nem a 5 euros a miúda teve direito…

  3. Tb acho, podia ao menos dar-lhe uma ou duas hóstias, sp aliviava o enjoo…

    Parabéns plo texto, e do JGamas d’ontem tb.
    temos escritor

    Web

  4. nenuco said

    Sim, especialmente se as hóstias fossem mergulhadas numa qualquer substância psicotrópica…Boa sugestão, obrigado Web.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: