Verde Eufémia

Terça-feira, 21 Agosto 2007 (17:20)

olimpiadi2006ecoterrorismo_legalizzatomid.jpg

Confesso que não dá para perceber! Noventa e cinco por cento dos portugueses (os outros cinco ou são afásicos ou votam habitualmente no PP) passam metade do seu tempo útil de vida a reclamar que “isto assim não dá”, que qualquer dia “isto rebenta” e que da maneira como as coisas estão “isto só lá vai à força”. Os mais afoitos chegam mesmo a sonhar alto, que “isto só lá vai à bomba” e do que precisávamos era de um “25 de Abril com sangue”, em vez dos cravos. Dúvidas até agora? Parece que não!

Então, o que seria lógico esperar desses tais noventa e cinco por cento de portugueses quando alguém decidisse passar das palavras aos actos e demonstrar empiricamente que “isto só lá vai mesmo à força”? No mínimo, deviam organizar uma colecta pública e oferecer uma noite grátis no Elefante Branco aos novos heróis nacionais. No máximo, seria de bom tom fazerem uma colecta pública e comprarem o Elefante Branco para que os heróis da revolução tivessem um sítio em condições para preparar as suas futuras acções do Ecotopia.

E o que se passa na realidade? A lógica total do paradoxo. Bizarria das bizarrias, os mesmos noventa e cinco por cento de cidadãos que passam metade do teu tempo útil a reclamar contra tudo e todos decidem recompensar os contestatários com duas pedras numa mão que “aquilo é só bandidos e vadios que deviam era estar a trabalhar”. E porquê? Porque manifestaram comportamentos de desobediência civil, transgrediram propositadamente a lei e perpetraram actos de invasão de propriedade privada.

Então, vamos lá recapitular. Quando o Chico Zé do quiosque da Pampulha diz que “isto só lá vai com uma bomba” será que ele tinha em mente uma acção que incluisse um aviso prévio das forças de segurança e um local de detonação inóquo e desabitado numa remota aldeia de Trás-os Montes? Será que quando o Manel Acácio da loja de ferragens se refere a um “25 de Abril com sangue” estará a falar de uma matança de porco no Bombarral?

Sim, se calhar, é isso. Afinal, os noventa e cinco de portugueses que não votam no PP, e não são afásicos, quando falam de bombas e quejandos não estão a falar literalmente. Provavelmente, falam por metáforas. Ou, se calhar, nem falam. O mais certo é serem tudo vozes na minha cabeça.

Anúncios

2 Respostas to “Verde Eufémia”

  1. homemdagaragem said

    até podem estar a falar disso tudo (os 95%) mas ninguém tem dinheiro para isso; andamos sempre a fazer contas à bucha, logo esses extras ficam para um euromilhões… os 6 milhões de panteras cor de rosa estão incluidos em que fatia dessa %? o terrorismo administrativo deveria ser legalizado? (uma vez que o grande timoneiro LFV endossa a cabeça dessa prática)_ quanto ao EB, em vez de colecta é propor uma OPA.

  2. Joe Mariachi Berardo dIAZ said

    OPA sobre o EB!
    OPA sobre o EB!
    OPA sobre o EB!
    OPA sobre o EB!

    E depois apareço logo eu e proponho também uma OPA sobre o Gallery!!! No Galery elas são mais “Vôas Páfalfár”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: