Milho transgénico, deficiência mental e Maria José Nogueira Pinto

Sexta-feira, 24 Agosto 2007 (14:24)

mj_nogueirapinto.jpg

Maria José Nogueira Pinto disse:

“A estação pode ser tonta mas os factos não são. Estou a referir-me à “gloriosa” acção ecológica de que resultou a destruição de uma plantação de milho transgénico. Quando ocorre algo politicamente embaraçoso, nesta época estival, a tendência é evocar a silly season. Mas o registo televisivo, confirmando que uma imagem pode valer mais que mil palavras, não deixa dúvidas: uma destruição gratuita, um comportamento criminoso, uma actuação tíbia das forças da ordem, explicações embrulhadas prestadas por ministros, um aproveitamento partidário que passa ao lado do essencial.”

Parece que Maria José Nogueira Pinto nunca estudou semiótica, pois se assim fosse saberia que não existe nada mais falível do que uma imagem – que pode ser usada e distorcida consoante o contexto em que é apresentada. Por exemplo, quem vir Maria José Nogueira Pinto pela primeira vez na televisão irá pensar que se trata de alguém com uma deficiência mental. Ora isso seria extremamente redutor, pois a verdade é que Maria José Nogueira Pinto sofreu um AVC há alguns anos, o que não poderíamos saber através de uma mera imagem. Para se ficar com a certeza de que Maria José Nogueira Pinto sofre mesmo de deficiência mental é preciso ler o que ela escreve.

Anúncios

10 Respostas to “Milho transgénico, deficiência mental e Maria José Nogueira Pinto”

  1. Espalha Brasas said

    Esta também vai ficar com uma caganeira do caraças…

  2. Saloínho dIAZ said

    Assim de repente, e para não ir pelo caminho mais fácil, lembro-me de que estamos a falar de milho. O milho nasce das maçarocas. As maçarocas têm uma forma bastante anatómica. O que lhe concede uma utilidade desarmante quando se fala do clã Nogueira Pinto. O Jaime porque é um Mussolini em Potência (ou andropausa), a Maria porque, à falta de uma maçaroca, que por certo nunca viu, tem sempre as Nossas Senhoras de Fátima Fluorescentes espalhadas pela casa, luminoso simbolismo da pequenez das gentes!!!

  3. Espalha Brasas said

    O Jaime foi meu professor de Política Externa Portuguesa… Lembro-me de ele dizer que gostava de uma bela maçaroca e que, em muitos casos, Portugal safou-se à pála de uma bela maçaroca!

  4. Espalha Brasas said

    Não lhes arranjas uma vaga na série?

  5. Espalha Brasas said

    Olha, sabes que existe um grupo d’O Quinto Poder no hi5?

  6. nenuco said

    Não, já temos cenas a mais com maçarocas.

  7. nenuco said

    Como é que eu posso ver o grupo do V Poder?

  8. Bambi said

    o Jaime tb foi meu professor e obrigou-nos a ver O Couraçado Potemkine! gostei!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: