Contra-indicações

Quinta-feira, 8 Maio 2008 (21:21)

Hoje, acordei com uma sensação estranha. Apetece-me espalhar elogios e distribuir panegíricos. Hoje, apetece-me dizer bem do Sócrates. E do País. Do Sócrates. Elogiar o guarda-roupa do Berardo. E as habilidades do Pinto da Costa. O TGV e o novo aeroporto parecem-me obras magnas. Arquitectadas por magos telúricos. O Simplex, esse, parece-me simplesmente genial. E a ministra da educação? Sagaz, inteligente, perfeita, matematicamente coerente como se cada ideia sua brotasse de uma fonte eterna de sabedoria universal. Se hoje fosse dia de eleições até estava capaz de ir votar. E cumprir o meu dever de bom cidadão. Hoje, acordei com 38º graus de febre. Daqui a nada,  isto já passa. Acabei de tomar um Nimed e um Ben-U-ron.  Pelas minhas contas, devem estar quase a fazer efeito.

 

a única foto que sobreviveu à última expedição

Quinta-feira, 20 Março 2008 (21:08)

sintra.jpg

Allgarve

Sexta-feira, 24 Agosto 2007 (09:52)

images.jpg

Finalmente, já posso tirar uns dias no Algarve. As festas brancas, amarelas, azuis e às bolinhas do Clube K estão a chegar ao fim. Os Bernardos e Martins retornam a Cascais e ao Tamariz. As mamãs dos Bernardos e dos Martins retornam ao Colombo, às Amoreiras e às últimas páginas da Caras. Os papas fingem que estão de volta ao trabalho, no Parlamento, no Banco de Portugal, na Caixa Geral de Depósitos e nos milhares de institutos criados única e exclusivamente para empregar os Bernardos e os Martins quando se avizinhar o último ano de faculdade. Também já não há vestígios das estrelas dos Manchesters e dos Chelseas e do cio teenager que provocam nas irmãs dos Bernardos e dos Martins. Agora, só craques do Qatar e do Cazaquistão a exibirem-se diante das jovens autoctónes que não precisam de quinze shots de vodka para dar uma queca. Finalmente, o Algarve tem gente. E não cartoon’s. E, infelizmente, os cartoon’s não costumam dar boas quecas.